Crônicas

Tudo como dantes…


Sinto falta de quando você não existia, de quando não precisava perder meu tempo pensando em como seríamos felizes juntos. Mais falta ainda sinto de não chorar horas e horas a fio. Chorar por te ver feliz longe de mim.

No meu coração restou tudo aquilo de ruim que alguém pode despertar no outro: dor, tristeza, inveja… Dor pelo buraco que deixou no espaço que reservei pra você; tristeza por não você ter levado meu sorriso; inveja de quem foi a escolhida para te fazer feliz.
Pior de tudo não é saber que sou infeliz, mas saber que não posso te fazer feliz. Nada dói mais do que o sentimento de incompetência. Aliás, dói sim, saber que fui rejeitada por alguém que era perfeito demais pra mim.

Não me importaria em ser omitida, não me importaria de não ser assumida. Preferiria mil vezes o anonimato a te ver longe. Mas tem coisas que falam mais alto e me fazem pensar que é melhor ser uma pessoa infeliz e livre, do que feliz e enfurnada em uma caixa onde só você tem acesso.
Seja muito feliz! Eu tentarei ser, nem que seja dentro do meu quarto, trancada e sozinha. Mas você não vai saber disso. Você nem ninguém! Porque, continuará tudo como dantes no quartel de Abrantes! Eu acho…

Postagem Anterior Próxima Postagem

Você Tambem vai gostar



2 Comentários

  • Reply Fernanda Rodrigues 8 de setembro de 2016 at 22:20

    No fim, deixar ir é sempre a melhor opção!
    Tem que ficar quem quer! ♥

    Beijos!

    • Reply Carol Vayda 11 de setembro de 2016 at 01:21

      Fato. Que vá o velho e venha o novo! <3

    Deixe um Comentário