Navegar por Tags

Resenha

Livros

Resenha: Ele simplesmente não está afim de você


Começo este texto com uma assertiva: toda mulher deveria ler Ele simplesmente não está a fim de você – entenda os homens sem desculpa, escrito por Greg Behrendt* e Liz Tuccillo** (Já aviso: o livro é diferente do filme. O que vou dizer vale para o livro, ok?). Se eu tivesse que dizer algo sobre o Greg, diria: ele é o único homem confiável na face da Terra (se é que há algum que seja confiável!)! hehehe E se eu tivesse que dizer algo sobre a Liz, diria: ela representa aquilo que nós, mulheres, esperamos de um cara.
Resultado de imagem para Liz Tuccillo
Sim, comecemos pela Liz. Ela, como toda mulher moderna, trabalha (tanto ela quanto o Greg eram roteiristas da série americana Sex and the city) tem uma vida financeira estável, é uma pessoa estudada, bem-sucedida e solteira! (Pois é, o drama feminino da solteirice – ? – não é vivido apenas por brasileiras!)
Liz traz no livro o ponto de vista da mulher moderna: aquela que faz de tudo para ter um cara – porque quer desesperadamente acabar com a solidão. Mas, como é difícil arrumar alguém que goste da gente de verdade, ela também mostra o nosso desespero de quando encontramos este alguém e queremos acreditar – a todo custo – que o que sentimos é correspondido…

Continuar Lendo

Livros

Resenha: Tá todo mundo mal, por Jout Jout


Com toda certeza você já deve ter visto o tanto de livro lançado por youtubers nos últimos tempos. Boa parte deles contando a história de vida de adolescentes que ficaram famosos por gravarem vídeos mostrando seus dilemas, casos engraçados ou, até mesmo, jogando video games. Bom, pode ser que você não queira ler nenhum destes livros mas, pode ser que um em especial possa te conquistar: “Tá todo mundo mal“, por Jout Jout.

 Julia Tolezado ficou famosa por seus vídeos absolutamente fora dos padrões maquiagem, culinária, moda. Ela é dona do canal “Jout Jout, Prazer” onde fala praticamente de tudo, mas também fala sobre feminismo, sobre relacionamentos (desde com o seu namorado, Caio, até seu relação com a humanidade) e, também, coloca em xeque muito de nossas crises cotidianas. Aliás, é sobre essas várias crises que Jout Jout fala em seu livro.

Continuar Lendo

Beleza, Testei

Testei: Sundown Protetor Solar Facial Diário


Se você acompanha o blog, deve se lembrar que estou fazendo um tratamento para clarear manchinhas no meu rosto e que o grande sucesso se deu – além do bom uso do clareador – graças ao hábito de usar protetor solar todos os dias (se não se lembra, basta clicar aqui!). Mas quando se tem pele oleosa, achar o protetor solar perfeito é mais difícil do que ganhar na mega-sena acumulada. Para facilitar sua vida, resolvi contar como esta sendo minha experiência com o Sundown Facial Diário.

Descobri o produto por acaso, em uma gôndola do supermercado. Estava procurando protetor solar corporal, já que o meu estava acabando, e encontrei um kit da Sundown com o tradicional e uma bisnaguinha para o rosto. Como o preço estava supimpa – paguei R$ 39,00 no kit fator 50 – resolvi levar. Continuar Lendo

Livros

Resenha:Eu sou Malala, de Malala Yousafzai com Chirstina Lamb


É impossível querer conhecer e entender a história de quem e a “garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo talibã” sem passar por outros momentos que precedem o seu nascimento. A vida da Malala que emocionou o mundo começa muito antes, com o surgimento de seu país, com a luta de seu pai numa tentativa de abrir as portas educacionais às crianças paquistanesas. Logo, Eu sou Malala é um livro que intrinsecamente narra estas três histórias: a da formação do Paquistão, a da formação da família Yousafzai e a da própria Malala e seu atentado.

Logo no prólogo, temos uma breve descrição de como foi o momento em que Malala foi baleada e desde já, somos levados a várias reflexões. Dentre elas, nos perguntamos: de que vale a violência gratuita?

A obra é dividida em 5 partes. Na primeira, há uma descrição de como a família Yousafzai se constituiu e de como era a vida antes da chegada do Talibã ao vale do Swat. Esta parte é fundamental, pois ela apresenta ao leitor as crenças, os costumes, o modo de vida da comunidade do vale, além de ser uma justificativa das convicções de Malala. A menina cresceu vendo a luta de seu pai para ter e manter suas escolas abertas, além disso, sempre gostou de ouvir as conversas dos mais velhos sobre política.

Continuar Lendo

Livros

RESENHA: Depois dos Quinze: quando tudo começou a mudar, de Bruna Vieira


Sabe aquele dia em que tudo dá errado, então você entra numa livraria, começa a ler um livro e – quando se dá conta – está quase na página 50?! Foi exatamente assim que aconteceu comigo e Depois dos Quinze: quando tudo começou a mudar, obra nascida pelas mãos de Bruna Vieira. Composto por contos e crônicas, o volume é uma daquelas conversas deliciosas entre a autora e seus leitores, para desvendar o vasto mundo sentimental.

A obra é fruto de um sonho que começou depois que sua autora teve seu coração partido e começou a escrever em um blog, também intitulado Depois dos Quinze. Foi no ambiente virtual que Bruna Vieira percebeu que a escrita poderia ajuda-la a superar muitas de suas dores e que estas mesmas dores não eram apenas suas, mas também de suas leitoras. Conforme o blog foi crescendo, ela se libertou dos velhos fantasmas e ganhou fama entre o mundo das blogueiras teensDepois dos Quinze: quando tudo começou a mudar segue a mesma linha dos textos do blog e, com sua linguagem simples e poética, cativa a todos já na primeira página!

Imagem: O Globo

Imagem: O Globo

Continuar Lendo

Livros

RESENHA: Não Se Apega, não.


Quando comecei a ler Não se apega, não, escrito pela mineira Isabela Freitas, estava com baixa expectativa. Gosto muito de ler livros sobre relacionamentos que não deram em nada e sobre teorias de como se relacionar com os outros, por isso estava com medo de a obra dizer tudo aquilo que já conhecia. De fato, dei sorte por manter as expectativas baixas: as leis do desapego aparecem de forma superficial, o que me levou a focar na forma sincera – e às vezes confusas! – como a autora apresenta os fatos.

Capa

Continuar Lendo