De tudo um pouco

Dia internacional da mulher: Não dê parabéns, dê apoio!


Todos os anos, quando chega o mês de março, os meios de comunicação transbordam de campanhas publicitárias em homenagem às mulheres e os shoppings se forram de amor e promoções incríveis para você presentar presenteá-las. Mas você realmente sabe o motivo de existir um Dia Internacional das Mulheres?

Não?! Então vamos resolver isso com um resumo bem rapidinho!

Segundo contam, o Dia Internacional da Mulher nasceu como uma forma de não esquecer o incêndio em em Nova York que matou cerca de 130 mulheres em uma fábrica de tecidos. Este incêndio aconteceu em 1857 em represália às mulheres que ocuparam a fábrica em protesto às péssimas condições de trabalho tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas, equiparação de salários com os homens e um tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. Em resposta às reivindicações, os donos da fábrica de tecidos resolveram acabar com o problema trancando todas as manifestantes dentro de seu galpão e ateando fogo, matando todas que ali estavam.

O dia 8 de março também marca um importante protesto, o “Pão e Paz”. Segundo a Revista Escola:

“Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro no calendário Juliano, adotado pela Rússia até então), quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra – em um protesto conhecido como “Pão e Paz” – que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921.”

Pois bem, como você mesmo pôde ler, o dia Internacional da Mulher nada tem a ver com o que assistimos por aí, não é? E olha que você nem precisa ser um militante dos direitos femininos para enxergar isso.

Então, antes de desejar um feliz dia das mulheres, analise se ela realmente tem o que celebrar. E não estamos falando de celebrar o fato ter uma família incrível, de ter saúde, o emprego dos sonhos… estamos falando de igualdade, reconhecimento e liberdade para ser e expressar o que a mulher realmente quer. Diariamente vemos notícias de mulheres que apanham de seus maridos, que são estupradas, que precisam de três empregos para conseguir sustentar seus filhos que foram abandonados pelo pai, entre outras situações. E você acha que isso é motivo para comemorar um dia internacional? Pois é, acho que não.

Por isso, a partir de hoje, não deseje um feliz dia da mulher, ofereça-se para fazer a história da mulher um pouco mais leve e agradável. Observe suas atitudes e tente arrumar aquela que, de alguma forma, venha inferiorizar uma mulher, como por exemplo: ajudar sua mãe nas atividades domésticas; não assobiar e nem chamar de gostosa aquela menina bonita que passou na rua ou não sair por aí espalhando que mulher de short curto tem que ser estuprada mesmo.

Coloque-se no lugar da mulher, assim, com toda certeza, você realmente estará oferecendo um verdadeiro desejo de um dia feliz!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Você Tambem vai gostar



4 Comentários

  • Reply Isa Nonemacher 8 de março de 2016 at 14:21

    Ja sabia dessa historia e acho ela incrivel. É bom que todos saibam e lembrem o pq desse dia tão especial <3
    Beijo
    Isa Nonemacher

  • Reply Raq 8 de março de 2017 at 14:45

    Carol!
    Não conhecia toda história sobre o dia internacional da mulher!
    Adorei o post.
    Beijos e obrigada.

    • Reply Carol Vayda 8 de março de 2017 at 15:14

      Obrigada, Bu!
      A maioria das pessoas não conhecem a história e, por isso, ficam satisfeita com meros “feliz dia das mulheres”.

    Deixe um Comentário